Categories for Vídeos

Março de 2018: o que teve?

Foi um mês intenso de divulgação dos novos discos de The Voidz e Albert Hammond Jr.

The Voidz

Dia 28 de março, The Voidz esteve no programa The Late show with James Corden. Em resposta aos comentários de James sobre seu colete, Julian disse que “estamos em uma guerra invisível, temos que estar preparados”. Ainda, James comentou sobre o filho mais novo de Julian – Zephyr – que estaria de aniversário no dia seguinte. Acho que foi a primeira vez que o vimos falar dos filhos assim, não foi? Depois da conversa, vimos The Voidz tocando QYURRYUS.

Dia 29 a gente pôde assistir ao clipe oficial de Pyramid of Bones, sombria, política, curiosa:

O segundo disco da banda foi lançado oficialmente no dia 30de março, quando, todas as faixas estavam disponíveis em plataformas digitais e pudemos ouvir todas as 15 músicas – diferentes entre si, com letras e referências políticas.


Albert Hammond Jr

Francis Trouble veio ao mundo oficialmente em 09 de março e Albert está trabalhando pesado para divulgar o disco, com muitos shows, entrevistas, sessões de autógrafo. Dia 08, ele esteve no programa de James Corden e apresentou Set to attack (atualização: o vídeo original foi deletado, encontramos esse com legendas em espanhol):

Ele esteve no dia 11 de março, na Zia Records, para uma sessão de fotos e autógrafos do disco novo. Alguns registros super fofos:

E o vídeo oficial de Set to Attack, que veio em 30 de março:

Fevereiro

The Voidz

The No dia 01 de fevereiro saiu a pré-venda da edição especial em vinil duplo colorido do disco Virtue, de The Voidz, na loja Newbury Comics, limitada a 1000 cópias (com entrega apenas nos EUA).

Pointlessness, mais uma música de Virtue, veio nos deixar mais ansiosos pelo disco completo:

Ainda, All the wordz are made up:

 

Albert Hammond Jr

Albert esteve no programa do Conan no dia 1º de fevereiro, estreando a música Muted Beatings, que foi liberada para streaming no mesmo dia. Saiba mais aqui.

Filmado em 35mm, dirigido por Fraser Rigg e com participação da atriz Portia Doubleday (Mr. Robot), o vídeo oficial de Muted Beatings ficou emocionante. A

“Segui Fraser dentro do abismo. Ele tinha uma visão que expressou dizendo ‘O amor é o que transcende o tempo e o espaço’. Senti como se ele tivesse se movido pela música e soubesse como capturá-la visualmente. Entendi o que ele quis dizer mas pra mim o amor não representava conexão humana. Eu sabia que seria uma forma mais universal de mostrar isso visualmente mas me encontrei percebendo que o ciclo de quem eu era o que estava prestes a me tornar, com a morte do meu antigo eu e o nascimento desta nova pessoa, era o que transcendia tempo e espaço. Aquele amor pela vida, aquele desejo pela vida está sempre se remodelando” – Albert Hammond Jr

Summer Moon

E acabou a turnê de Summer Moon. A banda irá se recolher para trabalhar em material novo.

The Voidz

 

A segunda quinzena de janeiro nos trouxe novidades da outra banda de Julian Casablancas: The Voidz!
O segundo disco foi nomeado como “Virtue” e será oficialmente lançado em 30 de março. A arte da capa é do artista argentino Felipe Pantone, e parte da exposição Opticromías (clique aqui para saber mais)

Julian postou no twitter uma lista falsa com o que seriam os nomes das músicas:

Mas, na verdade o álbum terá quinze faixas, corretamente listadas a seguir:

1. Leave It In My Dreams
2. QYURRYUS
3. Pyramid of Bones
4. Permanent High School
5. ALieNNatioN
6. One of the Ones
7. All Wordz Are Made Up
8. Horse To Water
9. Wink
10. My Friend The Walls
11. Pink Ocean
12. Black Hole
13. Lazy Boy
14. We’re Where We Were
15. Pointlessness

Em 23 de janeiro a primeira música, Leave it in my dreams, foi liberada para streaming, chegou a figura em primeiro lugar no top Cyprus Itunes e uma das cinco melhores músicas da semana, na lista da Stereogum. Dois dias depois, em 25 de janeiro, foi a vez da segunda música, QYURRYUS, que veio acompanhada de clipe protagonizado pela banda e dirigido por Julian:

Dia 29 rolou  um show surpresa em Nova Iorque, no hotel Roxy.

No dia 30 de janeiro, The Voidz esteve no programa The Tonight Show Starring Jimmy Fallon apresentando Leave it in my dreams:

O comunicado da gravadora RCA para a divulgação do disco inclui o trecho abaixo, traduzido para o TSBR:

As quinze faixas de Virtue anunciam o retorno de uma revigorada Voidz, e contém o trabalho mais indelével do grupo até o momento. Gravado em Los Angeles e produzido pelo vencedor do Grammy Shawn Everett (Alabama Shakes, The War on Drugs), o álbum se transforma de formas novas e ousadas a cada música.

“Nosso objetivo era fazer um disco que um público mais amplo pudesse gostar tanto quanto gostamos do primeiro disco, Tyranny”, diz Casablancas. “Ainda é um redemoinho de estilos diferentes, mas acho que esse pode ser o disco mais eclético que já tomei parte. Há uma música para cada um”

[…]  The Voidz está escalada para o festival Shaky Knees em maio e vai excursionar extensivamente para divulgar Virtue, com mais datas a serem anunciadas em breve.

Lollapalooza Chile

No Lollapalooza Chile, última parte da turnê sul-americana, o show aconteceu no dia 02 de abril.  A banda precisou lidar com alguns problemas técnicos no início da apresentação, e por isso tocou duas vezes The modern age.

O setlist foi quase o mesmo do show em Buenos Aires (à exceção de 80’s Comedown Machine) com dois encore.

 

Chile:
El Comercio

T13

Festival Estéreo Picnic

A passagem de Strokes pela América do Sul começou na Colômbia. A banda chegou em Bogotá dias antes da apresentação agendada para o Festival Estereo Picnic e os integrantes foram vistos pela cidade por fãs.

 

O show foi na noite do dia 24 de março, e o  setlist teve 17 músicas:

The modern age

Soma
Drag Queen
Someday
12:51
Reptilia
Is this it
Threat of joy
Automatic stop
Trying your luck
New York City cops
Electricityscape
Alone, together
80’s Comedown Machine
Heart in a cage
Hard to explain

Matérias sobre o show em Bogotá:

Caracol TV

El tiempo

Noisey

 

 

#FuturePresentPast: saiba tudo que aconteceu com os Strokes durante o mês de junho

O final do mês de maio e todo o mês de junho foi cheio de ótimas

novidades sobre o nosso quinteto nova-iorquino favorito, a começar pelo lançamento do EP de três músicas e um remix: Future Present Past. É o primeiro lançamento da banda no selo de Julian Casablancas, a cada vez mais estimada Cult Records (clique na imagem abaixo para ouvir o EP no Spotify).

FPP

O EP pôde ser comprado em vinil, em cinco opções de cores (as cinco do arco-íris da capa), em ações de parcerias com empresas e lojas de discos.

vinis

Foto: @toddruof no instagram

Outra ação envolvendo produtos que nos fez nos contorcer foi a abertura da loja pop up em Nova Iorque, o único lugar onde era possível comprar essa jaqueta…

pop up

O lançamento do EP foi acompanhado de dois ótimos shows, cheios de novidades nos

setlists, incluindo a estreia de todas as três novas músicas e o retorno de músicas que não eram tocadas desde a turnê do First Impressions of Earth (entre dez e seis anos atrás), além de um cover de Clampdown do The Clash, que a banda tocou em 2004 durante shows da turnê do Room on Fire. Assista a seguir o show completo no Governors Ball, e confira os setlists das duas últimas apresentações.

https://www.youtube.com/watch?v=rJ1F9Ok5IeE

(mais…)

Albert Hammond Jr: “The Strokes entram em estúdio em fevereiro”

strokes620

Em entrevista concedida durante o ACL Music Festival, que aconteceu no fim de semana passado,  Albert deu mais detalhes sobre a volta de The Strokes ao estúdio — informação que Julian Casablancas vagamente compartilhou ao fim do show da banda no Landmark Music Festival, que acontecera no fim de semana anterior.

A entrevista é, em sua maioria, sobre o trabalho solo de Albert, coisas já abordadas anteriormente, como ele está tentando construir carreira, o processo de composição e toda empolgação que ele nitidamente está depositando nessa nova fase de sua vida profissional. Ele comenta inclusive que ainda tem intenção de fazer um projeto de releitura de músicas de Frank Sinatra com um “arranjo mais moderno”, assim como fez em sua versão de “Don’t Think Twice” de Bob Dylan (mas só quando tiver tempo livre e puder voltar para casa com calma, que ele complementa sorrindo “nunca voltarei para casa”).

Ao fim do vídeo, o entrevistador lança a pergunta crucial, que todos nós esperávamos respondida.

Segue a transcrição traduzida desse trecho:

Eu tenho que te perguntar sobre The Strokes… por causa do que Julian falou no palco…

Albert: “Sim… Obrigada, amigo!” (sorrindo, se referindo a Julian)

Então?

Albert: “Nós vamos… Eu acho que ele estava apenas bastante empolgado. Nós vamos entrar em estúdio em fevereiro e veremos… Esse tempo todo nós tivemos uma reunião no dia 24 [de setembro] e chegamos à conclusão que vamos tentar nos reunir para fazer o sexto disco. Ficamos ‘oh quando vamos ter tempo livre?’ e decidimos que em fevereiro, durante uma semana ou duas. Acho que ele realmente ficou feliz com isso lá em Washington DC e falou aquilo e agora estamos tipo ‘oh boy…'”

Acho que isso manifesta um pouco a velocidade, a pressão para fazer isso acontecer…

Albert: “É… Claro, claro…” (risos)

Eu estou só torcendo para que seja assim, espero mesmo que dê tudo certo (risos).

Albert: “Obrigado!”

Assista na íntegra no vídeo abaixo:

Lembramos que Albert ainda pretende seguir em turnê com seu trabalho solo até o verão de 2016 (que é em julho nos Estados Unidos) e Nikolai tem o Summer Moon, cujo disco pode ser anunciado a qualquer momento.