Arquivos da tag: consequence of sound

Tradução: Albert Hammond Jr fala sobre o impacto de “Alien Lanes” do Guided by Voices em sua musicalidade

Comente!

gbvalienlanes-albert

Albert Hammon Jr revisita Alien Lanes de Guided by Voices. O guitarrista dos Strokes fala sobre a influência do disco clássico

Por Ryan Bray
Tradução Equipe TSBR

Em uma recente noite de domingo em março, Albert Hammond Jr se reconectou com seu eu do ensino médio. Esqueça por um minuto que estamos falando do guitarrista dos Strokes, uma das mais populares e influentes bandas de rock dos últimos 15 anos. Por 41h13, Hammond dirigiu pelas ruas de Nova Iorque ouvindo Alien Lanes, o singular disco de 28 faixas dos fieis do indie rock, Guided by Voices.

“Eu costumava fumar cigarros sempre, dirigir meu carro, e ouvir GBV realmente alto”, Hammond disse sobre a icônica banda de Ohio.

Em comemoração aos 20 anos de Alien Lanes, falamos com Hammond sobre como o álbum inspirou os primeiros trabalhos dos Strokes, seus passeios bêbados com Robert Pollard, e como o disco continua a crescer depois de todos esses anos.

Como você descobriu Guided by Voices?

Lembro que me reconectei com um amigo. Éramos amigos na escola. Ele era um ou dois anos mais velho, tipo 15 ou 16. Ele realmente estava apaixonado por música. Ele era esse cara que amava música e não dizia às pessoas, mas se te dissesse, era como se você tivesse merecido saber. Ele estava tocando Vampire on Titus. Houve essa noite em sua casa que tocamos ‘Donkey School” 100 vezes. Eu estava ouvindo Alien Lanes ontem à noite enquanto dirigia pra casa porque eu sabia que ia fazer isso, e me lembrou de um tempo que parecia tão longe. Quando você é mais jovem, você tem ídolos mais velhos. Mas eles eram como meus ídolos modernos que me fizeram sentir que poderia fazer isso.

Há definitivamente aquela qualidade do Ramones neles, em que parte do apelo é como eles fazem o rock parecer acessível ou perto da terra.

Pra mim, era mais sobre melodia. Eles eram como meus Beatles. Eu estava tipo “Wow, eu não sabia que bandas ainda estavam fazendo coisas melódicas”. Foi tão bonito pra mim, é isso. Eu não sabia quem eles eram ou o que eles eram. Até que eu vi o vídeo “Watch Me Jumpstart”, eu realmente não sabia muito sobre eles. Então você descobre que são de Ohio (risos).

Certo, um dos últimos lugares onde você procuraria por bom rock.

Sim. Há algumas pessoas que procuram por tudo e sabem tudo (sobre suas bandas favoritas), e há outras pessoas que levam mais tempo. Eu estava nessa última categoria, então, pra mim, por muito tempo eles eram como esses personagens míticos. Mas ele tinham melodias incríveis. Eu não conseguia acreditar. (mais…)